Mudanças Climáticas: o que está acontecendo com nosso planeta?

Estevão Vernalha e Daiani Pinheiro

27/01/2021


Cada vez ouvimos mais o termo “Mudanças Climáticas”. Para muitas pessoas, o significado desse termo está vinculado apenas à ideia do Aquecimento Global. Porém, as Mudanças Climáticas estão associadas a diversas consequências do Aquecimento Global que vão muito além do simples aumento da temperatura média do planeta. São consequências que têm tornado o ambiente cada vez mais hostil e adverso à vida humana – intensificação das ondas de calor, agravamento dos períodos de seca, risco de insegurança hídrica e insegurança alimentar, aumento de tempestades e inundações e diversos outros efeitos extremamente deletérios. O combate às mudanças climáticas demanda uma transformação urgente de toda a sociedade global para se reduzir o risco crescente ao qual a humanidade vem sendo exposta.


As causas


Efeito estufa, Aquecimento Global, Mudanças Climáticas. Muita gente sabe que estes fenômenos têm a ver com o problema, mas muitas vezes não entendem por quê.


Tudo começa com o Efeito Estufa – um fenômeno natural que é essencial à vida humana.


Gases do Efeito Estufa aprisionam energia na atmosfera, deixando-a mais quente. Imagem: Treehugger.com


Isso mesmo, o Efeito Estufa natural é muito importante para nós! Basicamente, são alguns gases (principalmente gás carbônico e metano) que estão na atmosfera e que conseguem reter um pouco de energia aqui, próximo à superfície terrestre, onde vive o ser humano. Sem este efeito, a temperatura média da nossa atmosfera seria muito fria nesta região – menos que zero grau Celsius, muito abaixo do ideal à vida humana. O Efeito Estufa natural faz a temperatura média ficar em torno de 15 graus Celsius – uma temperatura ótima para nós!


Então, onde está o problema? É aí que entra o ser humano. A partir da Revolução Industrial, nós passamos a aumentar a concentração de gás carbônico e outros gases na atmosfera através da queima de combustíveis fósseis e alguns outros processos. Assim, o Efeito Estufa que antes era inteiramente natural e estava em equilíbrio começou a aumentar, passando a intensificar a temperatura média do planeta (Aquecimento Global) e a mudar os padrões climáticos da Terra (Mudanças Climáticas), gerando uma série de efeitos diretos e indiretos que colocam a vida humana em risco crescente.


Dentre os principais processos realizados pelo ser humano que intensificam a emissão dos gases do Efeito Estufa, estão:


  • Queima de combustíveis fósseis e seus derivados (como gasolina e diesel)

  • Atividades agropecuárias (principalmente associado à ruminação de bovinos e ao uso de fertilizantes nitrogenados)

  • Desmatamento de florestas

  • Descarte inadequado de resíduos sólidos


Queima de combustíveis fósseis, atividade pecuária e desmatamento estão entre as principais causas Imagens: NASA; CNN; CETESB


As consequências


As Mudanças Climáticas apresentam efeitos que afetam o ser humano de inúmeras formas. Ondas de calor crescentes, que promovem risco agudo principalmente às crianças e aos mais velhos; alteração nos padrões de chuva, intensificando a frequência e a força das tempestades e aumentando os períodos de estiagem e seca (ampliando o risco de escassez hídrica e afetando a produção de alimentos); aumento do nível dos oceanos (em função do derretimento das geleiras e camadas de gelo, assim como da expansão da água por conta de seu aquecimento), afetando gravemente as condições de vida nas zonas costeiras (onde vive a maior parte da população mundial); impacto na ecologia de vetores de doenças infectocontagiosas; e diversos outros efeitos deletérios ao ser humano.


Falta de água, desnutrição, fome e eventos climáticos extremos são só algumas das consequências. Imagens: NASA


Falta de água, desnutrição, fome, doenças transmitidas por mosquitos – como dengue e malária, tempestades, furacões, inundações, incêndios mais frequentes e mais intensos, ondas de imigração em massa – são apenas algumas das problemáticas que tendem a se intensificar cada vez mais por conta das Mudanças Climáticas provocadas pelo ser humano.


Como combater as Mudanças Climáticas?

Reduzir as emissões dos gases que intensificam o Efeito Estufa. É isso que precisa ser feito. Primeiramente, reduzindo ao máximo a queima de combustíveis fósseis.


Fontes renováveis de energia como solar e eólica reduzem as emissões de gases do efeito estufa Imagem: RTI International


Ou seja, reduzir a geração de energia elétrica feita através da queima de combustíveis fósseis (carvão mineral, óleo combustível e gás natural) em termelétricas e aumentar a geração feita através de fontes renováveis como a energia solar e a energia eólica (dos ventos). Outra necessidade é reduzir a queima de gasolina e diesel em veículos com motores a combustão. Uma solução pode ser o uso de alguns biocombustíveis especiais nestes veículos, como o etanol e o biodiesel produzidos no Brasil. Outras soluções, como o veículo elétrico e o veículo a hidrogênio em substituição ao veículo a combustão interna, podem apresentar impacto ainda mais positivo. No caso do veículo elétrico, contudo, é preciso garantir que a eletricidade não tenha sido gerada através da queima de combustíveis fósseis e, no caso do veículo a hidrogênio, que esse hidrogênio não tenha sido obtido em processos que emitem muitos gases do efeito estufa.


Outra necessidade para se combater as Mudanças Climáticas é reduzir muito a demanda por carne bovina.


A pecuária está entre as atividades com maiores taxas de emissão de gases do efeito estufa. Imagem: carlagoldenwellness.com


A atividade pecuária apresenta taxas de emissão de gases do efeito estufa extremamente altas. Além disso, esta atividade também está frequentemente associada com o aumento expressivo do desmatamento – em especial na Amazônia. Matematicamente falando, reduzir bastante o consumo de carne (juntamente com a redução da queima de combustíveis fósseis e do desmatamento) é essencial para uma redução relevante da emissão de gases do efeito estufa, uma redução que seja realmente capaz de combater as mudanças climáticas e seus efeitos indesejados. É claro que não é nada fácil para muita gente. Para quem está acostumado a ter carne no prato quase todo dia, essa é uma mudança difícil. Mas toda e qualquer redução já é válida – um dia da semana a menos de carne, dois, três...quanto menor for a demanda por este produto, menor será a contribuição para a intensificação do Efeito Estufa, do Aquecimento Global e das Mudanças Climáticas.


Por fim, existe a necessidade urgente de se frear o desmatamento e as queimadas, sobretudo no Brasil


Desmatamento e queimadas são a principal fonte de emissão de gases do efeito estufa no Brasil. Imagem: CNN


Estes são os processos que mais fazem nosso país contribuir para a intensificação das Mudanças Climáticas. E a coisa tem piorado muito nos últimos anos – o Amazonas teve um aumento de 51,7% na quantidade de focos de queimada registrados nos seis primeiros meses de 2020, em comparação com o mesmo período do ano de 2019, conforme dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Diante do cenário de devastação florestal, a comunidade científica cita com frequência o enfraquecimento das políticas públicas ambientais focadas no combate ao desmatamento e às queimadas no Brasil. No início de 2020 houve a exoneração de servidores do IBAMA que eram responsáveis pelas operações do órgão contra garimpeiros e madeireiros ilegais na Amazônia, dificultando cada vez mais a missão do país de reduzir suas emissões ocorridas por conta de desmatamento e queimadas.


Urgência


Os estudos internacionais apontam para a urgência de se reduzir fortemente as emissões de gases do efeito estufa, por conta do risco crescente representado pelos efeitos das Mudanças Climáticas. O Acordo de Paris colocou como meta conservadora não permitir que o aquecimento médio do planeta ultrapasse 2 graus Celsius em relação ao período anterior à revolução industrial. Como meta mais agressiva, o acordo fixou que devemos frear este aquecimento em menos de 1,5 grau. Apesar de parecer pequeno, este aumento na temperatura média do planeta representa consequências extremamente graves para o ser humano, por conta dos efeitos agudos desse aumento para as Mudanças Climáticas (comentados anteriormente). Infelizmente, o aquecimento já atingiu cerca de 1 grau, e os impactos diretos e indiretos dessa mudança para o ser humano têm se tornado cada vez maiores.

Neste processo, reduzir a dependência por insumos fósseis é essencial. A redução da queima de combustíveis fósseis está diretamente atrelada à redução da extração de recursos fósseis (como o petróleo). Por isso, também precisamos encontrar alternativas que reduzam a demanda pelos derivados destes recursos em todos os setores da economia (não somente na geração de energia). Neste caminho, o fato de os produtos da Biowash serem 100% livres de insumos fósseis contribui diretamente para um cenário de redução de emissões.

Quanto menos dependermos de recursos fósseis, mais próximos estaremos de uma economia de baixo carbono e menores serão os riscos das Mudanças Climáticas para o ser humano.


Estevão Vernalha | Gestor Ambiental, Especialista em Gerenciamento do Meio Ambiente (USP) e Mestre em Planejamento de Sistemas Energéticos (Universidade de Campinas)


Daiani Pinheiro | Jornalista



Fontes:

https://climate.nasa.gov/vital-signs/global-temperature/

https://www.nature.com/articles/d41586-019-02409-7

https://edition.cnn.com/2015/08/13/opinions/gallery/top-climate-change-contributors/index.html

https://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/reducao_de_impactos2/clima/mudancas_climaticas2/

https://www.bbc.com/portuguese/geral-50019998

https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/mudancas-climaticas.htm

https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/aquecimento-global-as-consequencias-da-mudanca-no-clima.htm

https://olb.org.br/temas/mudancas-climaticas/

https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2020/07/22/numero-de-queimadas-no-am-cresce-517percent-no-1o-semestre-de-2020-e-bate-recorde-dos-ultimos-quatro-anos.ghtml

https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Meio-Ambiente/noticia/2020/10/por-que-queimadas-na-amazonia-estao-piores-em-2020-do-que-em-2019.html

FALE COM A GENTE

(11) 4016.4160

vendas@biowash.com.br

ONDE ESTAMOS

BIOWASH NAS REDES SOCIAIS

Av. Donatelo, 32 - Jarinú/SP

Funcionamento: 2ª a 6ª feira

das 7:30 às 17:00hs

  • Branca Ícone LinkedIn
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

FORMAS DE PAGAMENTO

Todos os direitos reservados para BIOWASH INDUSTRIA COMERCIO IMPORTACAO E EXPORTACAO DE PRODUTOS EM GERAL LTDA - CNPJ: 15.140.856/0001-30  © 2017